As autoridades da Itália prometem reforçar a segurança nos estádios do país durante a disputa da sétima rodada do Campeonato Italiano, no fim de semana. O temor é que aconteçam reflexos dos distúrbios da última terça-feira, quando torcedores sérvios provocaram a suspensão do jogo entre Itália e Sérvia, em Gênova, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012.

Por causa da violência dos torcedores sérvios, o jogo de terça-feira começou com 45 minutos de atraso e foi interrompido logo aos sete minutos do primeiro tempo, quando o árbitro suspendeu o confronto em razão da falta de segurança. A Uefa já abriu investigação e a tendência é que a Itália seja declarada vencedora. Enquanto isso, a polícia prendeu mais de 30 pessoas.

Apesar de a torcida italiana não ter se envolvido nos distúrbios em Gênova, o chefe da segurança no futebol da Itália, Roberto Massucci, admitiu nesta quinta-feira o temor de que o caso de terça traga reflexos e influencie alguns torcedores mais violentos na rodada deste fim de semana. Por isso mesmo, a segurança será reforçada nos estádios do país.

Uma das questões investigadas após os distúrbios de terça-feira é como a polícia italiana permitiu que os torcedores sérvios entrassem com fogos de artifício, sinalizadores e até mesmo ferramentas como alicate no estádio em Gênova. “Vamos revistar a torcida ainda com mais rigor neste fim de semana”, prometeu Roberto Massucci.