Dayane de Fátima da Rocha, atleta de futebol do Novo Mundo, vice-campeã nas Olimpíadas de Atenas e campeã sul-americana pelo Brasil, entre tantos outros títulos no campo e futsal, foi uma das escolhidas para carregar a tocha olímpica, quando de sua passagem por Curitiba.

Dayane representou o futebol feminino levando a tocha por 400m no trecho da Rua Barão de Antonina até o Círculo Militar.

A vencedora atleta pegou o fogo olímpico das mãos do piloto Ricardo Zonta, entregando a um atleta cadeirante, em meio a grande e inesquecível emoção.