Corinthians e Internacional fazem atualmente um dos clássicos de maior rivalidade do futebol brasileiro e o técnico Fábio Carille sabe que terá uma partida especial pela frente. Ciente do clima tenso que deve ter na partida desta quarta-feira, às 21h45, no Beira-Rio, pela Copa do Brasil, o assunto do treinador com os jogadores é o equilíbrio que se faz necessário para superar a pressão e conseguir, principalmente, evitar expulsões ou confusão com os adversários.

“A gente tem que alertar eles para estarem concentrados e não deixar que qualquer entrada mais dura ou provocação os tirem do sério. É importante acabar o jogo com 11 jogadores. Essas partidas sempre acabam em expulsão. Que eles fiquem concentrados na partida, joguem bola e não deixe que nada os prejudiquem”, projetou o treinador.

Carille espera um clima hostil em Porto Alegre. “Sim, existe (rivalidade grande entre os clubes). Desde 2009, todos os jogos são pegados, de provocação antes mesmo de começar a partida. Temos que ir para lá sabendo que vamos enfrentar tudo isso”, alertou.

Um fato curioso é que o Corinthians ainda não teve nenhum jogador expulso em partidas oficiais neste ano. No clássico com o Palmeiras, disputado na arena alvinegra, o volante Maycon acabou sendo expulso erroneamente pelo árbitro, que na verdade deveria ter dado o cartão para Gabriel.

Após perceber o equívoco, o árbitro mudou a súmula e cancelou o cartão para o corintiano. Kazim foi expulso no clássico com o São Paulo válido pela Flórida Cup, torneio amistoso de início de temporada.