O técnico Juan Ramon Carrasco atinge hoje à noite uma marca histórica no comando do Atlético. O bom desempenho do comandante atleticano será colocado à prova no confronto de volta da Copa do Brasil, diante do Criciúma, na Vila Capanema, onde o treinador completa seu centésimo dia à frente do Furacão. Para coroar a data, o treinador tem ampla vantagem para garantir vaga nas oitavas de final do torneio nacional. Por causa do 2 x 1 na partida de ida, o Rubro-Negro pode até perder por 1 x 0 que se classifica.

Carrasco credita a “longa vida” no clube – recentemente alguns treinadores não duraram dois meses no clube – ao bom desempenho do time na temporada, que hoje é de 74%, e ao profissionalismo e à capacidade de adaptação do elenco ao seu estilo de trabalho. “Durante todos esses dias buscamos falar muito com os jogadores. Sempre destacamos o profissionalismo e a boa cabeça deles para colocar o nosso estilo de trabalho em prática”, disse.

Assim, Carrasco elogiou o Tigre e cobrou cuidado para o Furacão não ser surpreendido na Vila Capanema.

“As formas de jogar em casa e fora são diferentes, mas eles têm um time muito bom, principalmente no jogo aéreo. É um time veloz pelas laterais e eles chutam muito bem. Temos que ter cuidado com isso”, avaliou o comandante atleticano.

Mesmo com uma boa vantagem, Carrasco afirmou que não mudará a forma de jogo do time. “Nós respeitamos todos os adversários e jogamos da melhor maneira. Mudamos de acordo com o adversário e temos um padrão definido. Não é porque ganhamos como visitante que vamos trocar”, cravou o treinador. “Jogamos sempre cautelosos, mas atuamos para ganhar. Porém, quando não temos a bola, toda a equipe precisa ser solidária e ajudar na marcação”, afirmou Carrasco.

Para enfrentar o time catarinense, Carrasco terá um desfalque importante. O volante Deivid, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, está fora. Assim, Zezinho foi confirmado no time para atuar no setor de contenção ao lado de Paulo Baier. Na zaga, a vaga de Gustavo, que deixou o Rubro-Negro e foi para a Ponte Preta, será ocupada pelo volante Renan Foguinho. “O Foguinho vai ter mais oportunidades de jogar mais na defesa. Não é um improviso, porque ele já está fazendo isso nos treinos e em alguns jogos. Vocês devem se acostumar a vê-lo na zaga”, avisou o comandante do Furacão. No setor ofensivo, o atacante Ricardinho, com uma luxação no ombro, foi vetado pelo departamento médico. Assim, Edgar Junio foi confirmado e formará o trio de ataque do Furacão ao lado de Marcinho e Guerrón.

Criciúma

Além de tentar reverter a boa vantagem do Atlético conquistado no primeiro jogo, o Criciúma terá que passar por cima da crise interna que ronda o time fora das quatro linhas. Após mais uma derrota pelo Campeonato Catarinense, desta vez para o Metropolitano, dentro de casa, o goleiro Andrey e o atacante Zé Carlos soltaram o verbo após a partida. Assim, imediatamente a diretoria do Tigre decidiu afastar os dois jogadores do elenco e ambos estão fora do duelo de volta contra o Atlético, na Vila Capanema. No gol, Michel Alves foi confirmado pelo técnico Silvio Criciúma e a vaga de Zé Carlos deverá ser ocupada por Lucca. O time vai atuar no 3-5-2.