Há oito partidas sem vencer, o Fluminense mergulhou em uma crise que parece não ter fim e já vê a zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro bem de perto. Na 16.ª posição, o time carioca tem os mesmos 36 pontos do Vasco, que hoje cairia para a Série B, e passa por situação muito complicada. O goleiro Diego Cavalieri lamentou o atual momento, mas lembrou que a equipe ainda depende só de si para se manter na elite.

“No começo do campeonato ninguém apontava o Fluminense como um candidato ao rebaixamento. Mas a realidade é essa devido a várias circunstâncias. Nossa fase está complicada. Qualquer coisa que acontece sai um gol do adversário. Mas ainda só dependemos das nossas forças. Isso ajuda muito. Vamos jogar nossa vida. É preciso manter a calma e buscar a vitória no domingo contra o Corinthians, um adversário difícil”, disse.

A péssima fase surpreendeu até os próprios jogadores, principalmente porque boa parte deles estava no elenco no ano passado, quando a equipe conquistou o título brasileiro até com certa tranquilidade. “O ano passado foi muito bom, ficou gravado na história e ninguém mais vai apagar. Mas isso não sustenta a gente. Precisamos de novas conquistas porque o futebol é assim. Se conquistar em um ano e no outro não, tudo se apaga. Vamos lutar, pensar jogo a jogo para nos afastar desta situação incômoda”, comentou Cavalieri.

Para escapar do rebaixamento, o goleiro cobrou reação imediata da equipe, que enfrenta neste domingo o Corinthians, em Araraquara, pela 33.ª rodada. Uma derrota pode colocar o Fluminense na zona de rebaixamento.