Depois da derrota por 1 a 0 para o Santos, sofrida em Presidente Prudente, no último domingo, o elenco do Fluminense voltou aos treinos na manhã desta terça-feira, nas Laranjeiras, onde o técnico Dorival Júnior passou a contar com uma preocupação inesperada para o jogo do próximo sábado, contra o Atlético-MG, às 19h30, no Maracanã, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

O goleiro Diego Cavalieri sofreu um corte no dedo polegar da mão esquerda, em um acidente doméstico em sua casa, e apenas trabalhou na academia do clube nesta terça. Com o dedo enfaixado, ele só poderá voltar a treinar no campo quando a lesão apresentar uma evolução, informou o departamento médico da equipe tricolor.

Desta forma, a situação do atleta ainda é incerta para o jogo diante dos atleticanos, contra os quais o Fluminense espera conquistar três pontos e dar importante passo para se livrar do risco de rebaixamento no Brasileirão. Se Cavalieri for vetado do jogo deste sábado, Klever e Felipe Garcia são as outras opções para o gol da equipe.

Nesta terça, Dorival Júnior comandou um coletivo entre os atletas que não atuaram no último domingo e os jogadores da categoria de base. Já o lateral-esquerdo Carlinhos, que se recupera de lesão muscular, realizou apenas trabalho de fisioterapia na cama elástica e depois correu em volta do campo.