A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) revelou nesta quarta-feira mais um caso de doping no País. Exame realizado pelo atleta Paulo Vitor Lunkes deu positivo para a substância proibida mefentermina. O teste foi feito no dia 21 de abril, na prova 36ª Corrida Tiradentes, na cidade de Maringá, no Paraná.

De acordo com a CBAt, Lunkes apresentou suas justificativas para o resultado do exame antidoping, mas a entidade não concordou com as explicações. Depois disso, o atleta desistiu de pedir a análise de uma segunda amostra. Assim, ele foi suspenso preventivamente até a realização do julgamento pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Em 2009, o Brasil sofreu com a revelação de mais de 30 casos de doping, com o maior escândalo sendo descoberto pouco antes do início do Mundial de Berlim e envolvendo atletas que treinavam na cidade de Presidente Prudente.