A Série C do Campeonato Brasileiro de 2007, a 3.ª Divisão, seguirá os mesmo moldes da disputa deste ano. Desta forma sobem quatro equipes para a Série B de 2008. O anúncio foi feito ontem pela Confederação Brasileira de Futebol – CBF. Alguns clubes procuraram a entidade para propor novas alterações na competição.

Um calendário mais extenso, evitando as fases com eliminações, era uma das sugestões. Mas segundo o parecer de Valed Pery, assessor jurídico da CBF, a intenção não poderia ser atendida, pois iria contra o que determina o Estatuto de Defesa do Torcedor. Foram feitas várias alterações no regulamento da Série C deste ano, como diminuição do número de fases, a criação de ?torneios de quadrangulares? em cada fase, à exceção da 4.ª fase, que está em sua 5.ª rodada, com a realização do torneio octagonal, e o aumento do número de rodadas.

?O regulamento da competição em 2005 já vinha sendo mantido há mais de dois anos. Conforme o artigo 9.º parágrafo 5.º, inciso 2.º da Lei 10.671/2003, do Estatuto do Torcedor, é vedado proceder alterações no regulamento do campeonato. Após dois anos de vigência do mesmo regulamento, observando o procedimento de que trata este artigo.? ?Os termos claros da lei são incontornáveis, não havendo a menor possibilidade de introduzir alterações no Regulamento do Campeonato Brasileiro – Série C de 2007?, diz o parecer de Valed Perry.

A Terceirona deste ano contou com 63 equipes, divididas em 15 grupos com quatro times, e um com três equipes. Neste ano disputaram a Série C o J. Malucelli, de São José dos Pinhais, Adap, de Campo Mourão, e Rio Branco, de Paranaguá.

Em 2005, os representantes paranaenses foram Cianorte, Iraty e Londrina. Em 2004, novamente Iraty e Cianorte, além do Nacional, de Rolândia. Nenhuma das equipes citadas conseguiu subir para a Série B, a Segunda Divisão do Brasileiro.