A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai promover neste final de semana, no Campeonato Brasileiro da Série A, uma homenagem inédita e especial ao maior jogador do mundo. A 31.ª rodada será a Rodada Pelé 70 Anos, uma forma de reverenciar o Rei do Futebol pelo aniversário, que será comemorado neste sábado. O presidente Ricardo Teixeira afirmou nesta quinta-feira que toda e qualquer forma de homenagem a Pelé será pequena diante da importância do Rei para a projeção que o futebol e a seleção brasileira conseguiram no mundo.

O dirigente lembrou ainda que o país é pródigo em formar gerações de craques, os mais talentosos na sua história, o que se simboliza à perfeição na figura do Rei de Futebol. Para Teixeira diz, poder comemorar os 70 anos de Pelé é motivo de orgulho e de alegria para todo torcedor amante do bom futebol. “Como torcedor, tive o privilégio de assistir a muitos gols e a grandes exibições do Pelé. Como presidente da CBF, só tenho de agradecer, como todo brasileiro, ao craque pelas conquistas que abriram caminho para o penta mundial em que tive a honra de ser o presidente”.

Dos lances que viu Pelé em campo, o presidente da CBF elegeu o mais bonito “o gol que ele não marcou”. Foi em 17 de junho de 1970, em Guadalajara, no México, na semifinal da Copa em que o Brasil venceu o Uruguai por 3 a 1 – Pelé deu um drible de corpo no goleiro Mazurkiewicz e chutou rente à trave.