O Foz do Iguaçu foi guerreiro, mas não conseguiu. Nesta quarta-feira (27), o time da Tríplice Fronteira foi eliminado pelo Ceará nos pênaltis por 4×2, após um empate em 0x0 no estádio do ABC, parando na segunda fase da Copa do Brasil. E o próximo adversário do Vozão será o Corinthians, em partida ainda a ser marcada pela CBF.

+ Leia também: Lateral Reginaldo vai deixar o Athletico

Com apenas cinco minutos de partida, o Ceará já havia tido duas chances de abrir o placar, uma com Roger e outra com Ricardinho – na segunda, Felipe Alisson fez grande defesa. Era natural a pressão do Vozão, mas o Foz conseguia, vez ou outra, acertar um contra-ataque e levar perigo ao gol de Fernando Henrique. Mas o plano do time paranaense era segurar os visitantes para levar a decisão para os pênaltis.

+ Coritiba: Operado, Wilson deve ficar dois meses fora do futebol

E depois da pressão inicial, o Vozão não conseguiu mais levar maior perigo para o gol do Foz. A posse de bola era quase toda do time de Lisca, mas depois dos 15 minutos as finalizações rarearam. O lance de maior perigo foi aos 39, quando Roger ganhou da marcação e chutou na trave.

+ Paraná Clube: Tricolor fará dois jogos-treinos no Carnaval

Na etapa final, os visitantes seguiram dominando, e aceleraram o jogo para tentar a vitória no tempo normal. Felipe Alisson seguiu trabalhando, e os contra-ataques do Foz paravam no excesso de preciosismo de João Guilherme, que acabou substituído. Entrou André e logo no primeiro lance fez Fernando Henrique trabalhar, levantando a torcida dos donos da casa.

+ Melhores: Veja como ficou a seleção da Taça Barcímio Sicupira

A partida ganhou em emoção. Aos 19, Chico teve a chance de marcar sem goleiro, mas André salvou. Logo depois, outra bola na trave, desta vez na tentativa de Juninho. Faltava ao time paranaense força para ameaçar mais o Ceará – algumas boas jogadas eram perdidas por erros banais de passe ou de domínio de bola.

+ Tabela: Confira os jogos da segunda fase do Campeonato Paranaense

Na reta final do jogo, os cearenses se atiraram ao ataque. Já desgastados fisicamente, os jogadores do Foz montaram uma retranca para segurar o empate. O desespero do Vozão facilitou a vida dos donos da casa, a ponto de Júnior Cezar perder uma chance incrível, e a decisão foi para os pênaltis. O destaque foi Fernando Henrique, que defendeu as cobranças de Bruno Nascimento e Luís Matheus.

Ficha técnica

COPA DO BRASIL
2ª Fase – Jogo único

FOZ DO IGUAÇU (2) 0x0 (4) CEARÁ

Foz
Felipe Alisson; Léo Campos, Leandro Silva, Luís Matheus e Maurício (Thomas); Éder, Vinícius, Júnior Cezar e Douglas (Bruno Nascimento); Matheus Guerreiro e João Guilherme (André).
Técnico: José Negreiros

Ceará
Fernando Henrique; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho (João Paulo), Juninho, Chico (Ricardo Bueno), Ricardinho e Felipe; Roger.
Técnico: Lisca

Local: Estádio do ABC (Foz do Iguaçu)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Cartões amarelos: Léo Campos, Júnior Cezar, Matheus Guerreiro (FOZ); Fabinho (CEA)
Renda: R$ 40.670,00
Público pagante: 1.833
Público total: 1.988

+ APP da Tribuna: As notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!