Com vaga garantida nos 50m livre do Mundial de Xangai, Cesar Cielo não disputou a prova neste sábado, último dia da Tentativa (tomada de tempo) para a competição que será disputada na China para se poupar. Contudo, a partir de agora o nadador não pretende mais descansar até o Mundial.

Em maio, Cielo volta a competir no Troféu Maria Lenk. No final de junho, encara o Paris Open. E o nadador ainda vai tentar encaixar uma ou duas competições antes de Xangai.

“É preciso encontrar duas competições próximas para que não tenha perda de qualidade de treino. Agora estou conseguindo competir numa sequência, de Michigan até o Maria Lenk. Depois é treinar forte para o Mundial”, disse.

Neste sábado, Cesar Cielo nadou os 100 metros borboletas para ajudar a sua equipe, o Flamengo, na Tentativa para o Mundial de Xangai. “Eu não tenho pretensão nessa prova, nadei por causa do time”, afirmou o medalhista olímpico.

Índices

No último dia da Tentativa, dois nadadores alcançaram o índice para o Mundial de Xangai: Bruno Fratus fez o tempo de 22s10 na prova dos 50 m livres, sem a presença do recordista da prova, César Cielo. Já nos 100 m borboleta, a nadadora Dayanara Ferreira Paula cravou 58s56, abaixo do índice de 58s76.

Mundial Júnior

Dois nadadores do Pinheiros, de São Paulo, bateram o índice para o Mundial Júnior, que será realizado em Lima, no Peru.

Angelito Cassandra, que já havia atingido o índice dos 100m peito, conquistou uma vaga na prova dos 50m peito com um tempo de 28s73 – o tempo a ser batido era de 29s22. Outro atleta do Pinheiros que alcançou o índice foi Arthur Mendes Filho na prova dos 100m borboleta, com 54s39.

Esperanças para o futuro próximo do esporte brasileiro, Angelito, de 17 anos, e Gabriel, de 16, ficaram surpresos com a marca atingida na noite deste sábado. “Não estávamos em ritmo de competição. Estávamos na fase do descanso, em preparação para o Maria Lenk. Esperava ir bem, mas não tanto”, afirmou Gabriel.