César Cielo deu mais uma prova, nesta sexta-feira pela manhã, de que é um dos maiores nadadores da história. O brasileiro quebrou o recorde mundial dos 50 metros livre no Torneio Open de Natação, disputado no Clube Pinheiros, em São Paulo, ao cravar o tempo de 20s91.

Com o feito, ele superou a marca do francês Frederick Bousquet, de 20s94, um dia depois de ter cravado o segundo melhor tempo da história dos 50 metros livre, ao completar a distância em 21s02.

Foi a primeira vez que um nadador das Américas completou os 50 metros livre abaixo dos 21 segundos. Cielo obteve o feito na última competição em que teve a chance de usar maiô tecnológico, que estará proibido pela Federação Internacional de Natação (Fina) a partir de 2010 em competições oficiais.

Com o recorde obtido nesta sexta-feira, Cielo acumula mais um feito histórico à sua carreira, já que ele também detém a marca mundial dos 100 metros livre, de 46s91, conquistado no Mundial de Roma, em agosto. Na competição na Itália, o brasileiro foi campeão do mundo nos 50 e nos 100 metros livre, um ano depois de ter conquistado a medalha de ouro dos 50 metros livres nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Depois da prova, a mãe de Cesar Cielo, Flávia, revelou que o seu filho adotou uma estratégia curiosa para conquistar o recorde do mundo dos 50 metros, objetivo que vinha buscando desde o Mundial de Roma.

“Eu fiquei emocionada, foi fantástico. Ele pediu para acordá-lo às 4 horas da manhã para parecer que nadaria à tarde”, disse Flávia, em entrevista ao SporTV, lembrando que Cielo prefere disputar competições na parte da tarde.

Em seguida, Flávia Cielo ressaltou a importância do feito do seu filho. “Ele quer marcar mesmo o nome dele na história e acho que ele está conseguindo”, afirmou Flávia, ressaltando depois que o nadador é um “velocista nato”.