A Chapecoense está mais perto do inédito acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Jogando na noite desta terça-feira, no Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba, a Chapecoense venceu o Paraná por 1 a 0 e agora depende apenas de um empate no jogo entre Ceará e Avaí para conquistar matematicamente o acesso. O jogo foi válido pela 35.ª rodada da Série B.

Com 65 pontos conquistados, na vice-liderança, a Chapecoense precisa que nem Avaí, nem Ceará somem mais que um ponto cada para garantir matematicamente o acesso à Série A. Como os dois clubes se enfrentam a partir das 21h50 desta terça-feira, somente o empate importa ao time de Chapecó. A Chapecoense está há 11 jogos sem perder. São seis empates e cinco vitórias. E vinha de seis empates seguidos.

De outro lado, o Paraná praticamente deu adeus ao acesso. Com 51 pontos, é o 10.º colocado a cinco pontos do Icasa, o quatro colocado. Foi o quinto jogo sem vencer do time de Dado Cavalcanti, que empatou com Atlético-GO e Palmeiras e perdeu para o Boa, Joinville e agora Chapecoense.

Sonhando em conquistar o acesso ainda nesta rodada, a Chapecoense, ao contrário do que fez durante toda a competição, apostou na defesa e ficou atrás durante todo o primeiro tempo. O esquema tático do time de Chapecó facilitou o ataque do Paraná, que foi a frente desde o minuto inicial do jogo.

De volta para o segundo tempo, a Chapecoense deu mostras de que mudaria o jeito de jogar e atacaria mais. A pressão do Paraná continuou e, aos 19 minutos, Nivaldo fez duas defesas consecutivas, salvando a Chapecoense.

Na base de quem não faz toma, a Chapecoense marcou o gol da vitória aos 29 minutos. Após cobrança de falta de Diego Felipe, o artilheiro Bruno Rangel subiu sozinho e cabeceou para o fundo do gol, sem chances para o goleiro Marcos.

Este foi o 28.º gol de Rangel, que se transformou no maior artilheiro da história da Série B, superando Zé Carlos, que marcou 27 gols pelo Criciúma, ano passado.

O Paraná volta a campo no próximo sábado, às 17h20, para enfrentar o Sport, em Recife. Já a Chapecoense receberá o Bragantino, em Chapecó, na mesma data e horário. As partidas serão válidas pela 36.ª rodada.

FICHA TÉCNICA:

PARANÁ 0 X 1 CHAPECOENSE

PARANÁ – Marcos; Moacir (Roniery), Alex Bruno, Brinner e Henrique; Edson Sitta, Ricardo Conceição, Lúcio Flávio e Paulinho Oliveira; Paulo Sérgio (Luisinho) e Reinaldo (J.J. Morales). Técnico – Dado Cavalcanti.

CHAPECOENSE – Nivaldo; Alemão, Rafael Lima, Dão e Fabinho Gaúcho; Wanderson, Paulinho Dias, Diego Felipe e Augusto (Radar); Bruno Rangel (Murilo Silva) e Potita (Caion). Técnico – Gilmar Dal Pozzo.

GOL – Bruno Rangel, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leandro Bizzio Marinho(SP).

CARTÕES AMARELOS – Alex Bruno (Paraná). Paulinho Dias e Potita (Chapecoense).

RENDA – R$ 68.910,00.

PÚBLICO – 4.982 torcedores.

LOCAL – Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba (PR).