A reconstrução do Chile após o forte terremoto que atingiu o país no último dia 27 de fevereiro pode ganhar um aliado: o futebol. Nesta terça-feira, o presidente da Federação Chilena de Futebol, Harold Mayne-Nicholls, disse que o país gostaria de sediar a Copa América de 2015. Até então, o torneio deveria ficar a cargo do Brasil, que não sedia a competição desde 1989.

“Faz tempo que nós estamos conversando com o Brasil para que possamos realizar a Copa América de 2015”, disse Mayne-Nicholls durante o Fórum Mundial do Esporte, em Barcelona. “Nós gostaríamos muito porque isso daria um impulso extra para toda a reconstrução da infraestrutura esportiva que tem de ser feita. Vamos falar com o Brasil, ver se conseguimos.”

A ideia do Chile é antecipar em quatro anos a realização do torneio continental, que já deveria acontecer no país em 2019. Assim, a nação teria um propósito a mais para reconstruir e aprimorar as instalações esportivas danificadas pelo terremoto. “Se não (conseguirmos), vamos nos preparar para a Copa América de 2019, que está a nosso cargo”, concluiu Mayne-Nicholls.