Em uma tarde que tudo deu certo para o Atlético, o resultado não poderia ser outro: 5 a 0 com direito a olé. Um chocolate sobre o Goiás que não via a hora de o jogo terminar, tamanha superioridade da equipe rubro negra.

A torcida atleticana, que andava meio desconfiada do time, começou a ficar tensa logo nos primeiros minutos de jogo. O Goiás, surpreendentemente, foi pra cima do Atlético e criou duas boas chances para marcar antes dos dez primeiros minutos.

 Aos 11, na jogada forte do Atlético, Netinho bateu escanteio e Antônio Carlos subiu no 3.º andar e cabeceou inapelavelmente para o goleiro Harley: 1 a 0. O gol fez bem para o Atlético, que começou a trocar passes e os laterais se apresentavam para o jogo.

Aos 35 minutos, Alan Bahia recebe de Marcelo Ramos e faz o segundo. Festa na Baixada.

O chocolate

Com o placar adverso, o técnico Vadão decidiu trocar um volante e colocou um atacante. Dessa maneira o Goiás ficou mais exposto aos contra ataques do Atlético. Aos 19 minutos, Nei cobra escanteio curto para Netinho, este devolve no lateral que cruza na cabeça de Alan Bahia, que livre de marcação faz o terceiro.

O Goiás, que já estava jogando mal, tentou se recuperar, mas o que conseguiu foi tomar mais dois gols. Aos 31, Marcelo Ramos fez o quarto cobrando pênalti, e aos 35, Pedro Oldoni, que tinha acabado de entrar, fechou a conta. Final: Atlético 5, Goiás 0.

O próximo jogo do Atlético será no sábado contra a Portuguesa, no Canindé, em São Paulo. Para este compromsso, o técnico Roberto Fernandes terá a sua disposição o colombiano Ferreira e o lateral esquerdo Márcio Azevedo.