A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Curitiba (Apae-Curitiba) está passando por dificuldades financeiras. E essa falta de recursos pode resultar no encerramento das atividades da instituição. Isso mobilizou diversos setores da sociedade organizada. E a Federação Paranaense de Ciclismo (FPC) vai fazer sua parte, organizando hoje o Grande Prêmio da Solidariedade. O evento vai reunir os melhores ciclistas do Paraná, nas modalidades Mountain Bike e Velocidade, na pista do Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). O programa será aberto com a realização de um Passeio Ciclístico, marcado para as 8h30 da manhã. “Será uma boa oportunidade de conhecer a pista de perto, mesmo não sendo piloto”, revela Gilson Armstrong, diretor da FPC, e idealizador do evento. Para participar do passeio é necessária a doação de um quilo de alimento não-perecível.

Já a parte competitiva do GP Solidariedade começa às 9h30, com a largada para as duas modalidades – Mountain Bike e Velocidade. Os ciclistas da Mountain Bike terão que vencer a disputa em 45min mais uma volta. Mesma distância para as categorias master, estreantes, sub-30, sub-23, feminino e júniores de Velocidade.

A categoria elite, que vai reunir a nata do ciclismo paranaense, terá que mostrar mais serviço, com a prova sendo disputada em 90min mais uma volta. As inscrições poderão ser feitas até as 9h, a um custo de R$ 10,00 por competidor. Os prêmios em dinheiro, equivalem a metade do que vai ser arrecadado com o que for arrecadado com as inscrições. “A outra metade será repassada à Apae”, revela Gilson Armstrong.

O GP Solidariedade tem promoção e realização da FPC em parceria com o AIC. Os apoios são da Petróleo Ipiranga, DataRo, Baron Bikes, Jamur Bikes e Bicicletas Portela.