O brasileiro Cesar Cielo ficou muito perto, nesta quinta-feira, de mais uma medalha de ouro no Pan-Pacífico, disputado em Irvine (Estados Unidos). Na prova dos 100 metros livre, em que é o recordista mundial com 46s91, o nadador de Santa Bárbara D´Oeste começou bem, fez a virada dos 50 metros na primeira colocação, mas sentiu cansaço no final e conquistou o bronze.

O primeiro lugar ficou com o norte-americano Adrian Nathan, que fez o tempo de 48s15. A medalha de prata foi do canadense Brent Hayden, com 48s19. Cielo, que quase ficou fora da final – fez o 11.º tempo nas eliminatórias, mas se classificou pelo regulamento da competição que não permite mais de dois competidores de um mesmo país na decisão -, completou a prova com a marca de 48s48.

A medalha de Cielo é a segunda dele no Pan-Pacífico, o campeonato mais importante deste temporada. Na quarta, conquistou o ouro na prova dos 100 metros borboleta – outro brasileiro, Nicholas dos Santos, faturou a prata nesta competição.

Logo após a conquista do bronze, Cielo comentou o seu desempenho na piscina. “Foi um prova difícil. Mas quero sair daqui com três medalhas individuais. Vou ganhar os cinquentinha (50 metros livre)”, disse o brasileiro, que mostrou muito cansaço durante a entrevista. “Faltou treino de base, treinar mais aeróbico. Cansei no final, mas valeu”.

Pela manhã, após as eliminatórias, Cesar Cielo foi visto colocando gelo na perna direita, a mesma que o deixou mancando depois da final desta quinta. “Sinto dor ainda. Dói até o meu osso. O finalzinho pesou e acabei perdendo o ouro”, completou o nadador brasileiro, antes de se abaixar até o chão, numa clara mostra de seu cansaço.