O polêmico caso de doping parece não ter afetado o desempenho de Cesar Cielo dentro das piscinas. Neste domingo, o nadador brasileiro se classificou para a final da prova dos 50 metros borboleta no Mundial de Esportes Aquáticos, que está sendo realizado em Xangai, na China, em primeiro lugar, com o tempo de 23s19.

Cielo já havia sido o nadador mais rápido nas eliminatórias (23s26) dos 50 metros borboleta e repetiu o desempenho nas semifinais. Assim, chega como favorito para a final da prova, que será realizada na segunda-feira. O australiano Geoff Huegill registrou o segundo melhor tempo das semifinais, com 23s26.

Os franceses Florent Manaudou e Frederick Bousquet, o queniano Jason Dunford, o ucraniano Andrii Govorov, o alemão Steffen Deibler e o australiano Matthew Targett são os outros nadadores classificados para a final dos 50 metros borboleta.

A prova dos 50 metros borboleta foi a primeira disputada por Cielo após a divulgação do resultado positivo em exame antidoping realizado durante a disputa do Troféu Maria Lenk, em maio, no Rio, para furosemida, um diurético proibido e que atua como mascarador de outras substâncias.

Cielo e outros três nadadores brasileiros flagrados no exame antidoping disseram que consumiram um suplemento contaminado. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos aceitou a versão e apenas advertiu os atletas. O caso, então, foi levado à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) pela Federação Internacional de Natação. A CAS decidiu manter a advertência a Cielo, Henrique Barbosa e Nicholas Santos, mas suspendeu Vincius Waked por um ano por ser reincidente.