O domínio de César Cielo nas provas de velocidade não mudará com o fim dos trajes tecnológicos, segundo o treinador do brasileiro, Brett Hawke. Nesta sexta-feira, o nadador quebrou o recorde mundial dos 50 metros livre, com 20s91, na última prova antes da proibição dos maiôs.

“Espero que ele continue melhorando em 2010. Será um desafio sem as roupas tecnológicas. Mas ele continuará a ser o melhor. Continuará a ser campeão independentemente do traje”, disse Hawke ao SporTV, logo após a prova.

O treinador veio ao Brasil para assistir à prova do pupilo, e ficou orgulhoso do que viu. “Eu tive a sorte de estar presente quando Frederick Bousquet [o antigo recordista e também treinado por Hawke] quebrou o recorde dos 50 metros. Agora posso ver a mesma coisa aqui, com César. É muito especial, especialmente por ter acontecido diante da torcida dele”, afirmou.