Curitiba volta a fazer parte do calendário do Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia após três anos. Nas últimas três temporadas, a competição foi realizada em Londrina. O paranaense Emanuel, campeão olímpico em Atenas, é o grande nome do estado no campeonato ao lado do parceiro Ricardo (BA). No feminino, destaque para Ágatha, que também é curitibana, e estará em ação pela segunda vez ao lado de sua nova parceira, a cearense Shaylyn, irmã de Shelda. A etapa de Curitiba, a segunda de 2006, acontecerá entre amanhã e domingo.

No ano passado, em Londrina, Shaylyn foi a campeã da etapa, que abriu a temporada do Circuito Banco do Brasil, junto com a eterna musa Ana Paula. Na final, a dupla derrotou Juliana e Larissa (CE/PA). No masculino, em 2005, a vitória ficou com Márcio e Fábio Luiz (CE/ES).

"Estréia"

Os curitibanos terão a oportunidade de assistir, pela primeira vez, dois ex-jogadores da seleção brasileira em ação nas areias. O ex-capitão Nalbert, que começou a jogar vôlei de praia em setembro do ano passado, e Virna, que estará disputando sua segunda etapa no Circuito Banco do Brasil. Em Joinville, onde foi aberta a temporada de 2006, Nalbert garantiu sua presença pela primeira vez no pódio, na estréia com seu novo parceiro, o amazonense Luizão. Virna, que atua com Sandra Pires, medalha de ouro em Atlanta e bronze em Sydney, terminou na quinta colocação.

"Eu e o Luizão já mostramos uma ótima química em Joinville. Os objetivos estão casados, os temperamentos são parecidos, e a técnica também. Espero que este resultado sirva de estímulo porque ainda temos muito que melhorar", afirmou Nalbert.

Esta será a 11.ª vez que o Paraná sediará uma etapa do Circuito Banco do Brasil.

O cearense Franco que, em Joinville, tornou-se o maior vencedor da história da competição, com um total de 39 títulos, foi o campeão nas areias paranaenses em 93, ao lado de seu então parceiro Roberto Lopes (CE), com quem formou uma das parcerias mais longas do vôlei de praia: 15 anos. Atualmente, Franco joga com o carioca Pedro Cunha, bicampeão mundial Sub-21.

A dupla retornou hoje aos treinos, no Rio.

"Sentamos para fazer uma avaliação da etapa e vimos que temos muito que melhorar. Sabemos que a etapa foi atípica porque as principais duplas não conseguiram chegar. Foi um campeonato muito bom para observarmos que podemos conseguir bons resultados este ano. Agora é continuar treinando forte", disse Franco.