O jogo decisivo entre duas das maiores forças no futebol de base do Estado, Paraná e Atlético, válido pela 2.ª fase da Copa Tribuna de Juniores para ver quem vai para a semifinal pode ser mudado de sábado para domingo no Estádio Durival Britto e Silva.

A partida chama a atenção do torcedor e se confirmado no domingo, um número maior da imprensa fará a cobertura, aproveitando o momento de “entressafra” no futebol profissional.

Nivaldo Carneiro, responsável pelas categorias de base na FPF, vai propor a transferência aos clubes envolvidos e segundo pessoas ligadas aos mesmos, a mudança é bem-vinda, estando praticamente certo que teremos clássico no domingo.

Atlético, unido

No Rubro-Negro, o técnico Lio Evaristo treina a equipe em dois períodos dia sim, dia não. Todo elenco está em regime de concentração desde a segunda-feira anterior ao clássico de ida. Folga somente após o jogo de sábado. Segunda pela manhã todos retornaram ao Caju. O momento é de união.

Lio vem treinando com afinco. Edson Grilo, expulso no último jogo é um sério desfalque e Davi será observado hoje no treinamento físico. Se não sentir nenhum problema pode entrar jogando, mas tem recomendação para não forçar. Jádson é certo que retorna.

Paraná, “quebrado”

No Tricolor, o campeoníssimo de Copa Tribuna Ary Marques, está com vários problemas para colocar o time em campo. Treinos e muita conversa com o grupo é a sistemática na Vila Olímpica. Além da dificuldade normal de se enfrentar o rival, ele terá agora que tirar a diferença de dois gols para seguir em frente.

O capitão Juliano e o atacante Dênnys, dois nomes de proa dos juniores, seguiram com o elenco profissional na excursão para a Ucrânia, desfalcando o time para a partida de cunho decisivo. Maycon, titular da meia-cancha foi expulso e terá que cumprir a automática.

E para complicar mais para o lado tricolor, Ary não contará com outra fera do elenco: o rápido atacante Waldyr se submeteu a nova cirurgia no joelho direito ontem no Hospital Evangélico, onde está internado desde segunda-feira. Toda equipe médica do clube acompanha o delicado momento do atleta.

A boa nova será a volta de Robson, cérebro do meio-de-campo. A ordem na Vila é treinar jogadas de ataque e não dar refresco ao adversário.

Sábado, em Irati

A outra partida do grupo Sul, entre Iraty x Malutrom será realizada sábado, normalmente, em Irati. O “Azulão” joga agora por dois empates. Isto é, no tempo normal e na prorrogação para ir à semifinal, desde que não haja gol na prorrogação a favor do Malita.

Malita

Sidenei de Almeida trabalha com Luciano Gusso no Barigüi, mas somente Sidenei dará ordens no sábado, já que Gusso está cumprindo suspensão de 30 dias imposta pelo TJD. A semana está sendo direcionada a muito treinamento físico e jogadas ensaiadas. O pessoal do Malita acredita que o jogo deva ser decidido em pequenos detalhes.

“Azulão”

O Iraty, que foi campeão profissional quer fazer barba e cabelo, levantando também o título nos juniores. Além disso, o atacante Eduardo Rato está chegando na ponta da artilharia e todo elenco está motivadíssimo. A ordem é vencer, mesmo que o empate não seja um mal resultado.