A eliminação do Vitória para o J. Malucelli, anteontem, na primeira fase da Copa do Brasil, em Salvador, apesar de ser pouco provável nas rodadas de aposta, já que o time baiano disputa a elite do futebol brasileiro, não surpreendeu a diretoria e a comissão técnica do Jotinha. A seriedade com que o futebol é tratado e o profissionalismo levado ao extremo dentro do time do Barigui foram, para o presidente Joel Malucelli, fatores essenciais para a conquista da classificação para a segunda fase da competição nacional e que colocará o J. Malucelli ainda mais em evidência no Brasil.

“O futebol brasileiro está muito igualado. Um time do tamanho do J. Malucelli eliminar um time da primeira divisão mostra isso. O nosso sucesso é em função da seriedade que a gente trata o futebol, com nosso principal objetivo de servir de vitrine para que os jogadores que passam por aqui possam evoluir. Esperávamos essa classificação, principalmente depois da primeira partida, em Curitiba, que foi tecnicamente igual”, frisou ele.

A organização nos bastidores também é outro ponto forte do time. Mesmo formando equipes baratas, o Jotinha tem conseguido se destacar no cenário estadual e, a partir de agora, também a nível nacional. “O futebol precisa ser levado mais a sério pelos dirigentes. A inflação que existe nos salários de técnicos e jogadores está fazendo um grande mal ao futebol brasileiro. Isso desequilibra as finanças do clube, que ficam insolventes. Nós, do Jotinha, temos um orçamento, trabalhamos em cima dele e, com organização, conseguimos fazer os pagamentos e as premiações em dia, sempre com muita sinceridade e jogando aberto”, acrescentou.

Dentro de campo, a tarefa de fazer ainda bonito na Copa do Brasil está com os comandados do técnico Sandro Forner. O treinador do Jotinha acredita que a chance de eliminar o Novo Hamburgo e avançar para as oitavas de final da competição nacional é possível. “É difícil falar aonde podemos chegar. Vamos enfrentar uma equipe do nosso nível, então temos boas chances. Será um jogo diferente do que foi contra o Vitória, mais truncado e temos 50% de chances de passar. Eliminar o Vitória, além de trazer uma felicidade enorme dentro do clube, mostra que o trabalho está sendo bem feito e que temos uma boa equipe”, arrematou o comandante do Jotinha.