Após quatro derrotas consecutivas no Campeonato Paranaense, a diretoria do Rio Branco de Paranaguá decidiu contratar Cláudio Marques para o comando da equipe, em substituição a Itamar Bernardes. Cláudio, que até o ano passado foi auxiliar técnico do Coritiba, treinou a equipe parnanguara em 1996, terminando o paranaense na quinta colocação e sem perder nenhuma partida em casa para os times da capital.

Agora, o desafio é ainda maior. ?Naquela ocasião conseguimos iniciar o trabalho com mais tranqüilidade. Agora, a pressão é grande, pois estamos na última posição no campeonato e com grande risco de rebaixamento?, admite o novo técnico. Mesmo assim, ele aposta no potencial do time. ?O grupo está unido e com um objetivo comum, que é tirar o Rio Branco desta posição incômoda. E tenho certeza que conseguiremos virar esse jogo?, avalia.

Em seu último trabalho no Coritiba – de 2004 a 2007 – Marques auxiliou vários técnicos, chegando a assumir a equipe interinamente. Na última vez, no ano passado, classificou o Coxa para a fase final do paranaense, ao vencer a ADAP, em Campo Mourão. Coincidentemente, este é o primeiro adversário do treinador, já nesta quarta-feira, em Paranaguá.

Como técnico, Cláudio Marques foi bicampeão de aspirantes com o Coritiba, quando pôde revelar vários atletas, entre eles o meia Alex. Também foi bicampeão Mato-Grossense com o Sinop, em 1998 e 1999, e campeão da Copa Paraná de 98 com o Foz Cataratas.

Como jogador, Cláudio é o atleta com o maior número de títulos pelo Coritiba (oito estaduais, uma Fita Azul na Europa e um Torneio do Povo) e tem ainda outros títulos, em equipes como Corinthians, Ceará, Fortaleza, Náutico e também no futebol mexicano, no Clube Atlético Potosino.