Na última terça-feira, o nadador brasileiro Clodoaldo Silva confundiu uma prova nas eliminatórias do Mundial Paraolímpico, em Eindhoven, na Holanda, e nadou costas nos 50 metros borboleta, sendo desclassificado. Dois dias depois, ele se redimiu: fechou o revezamento 4×50 metros livre do Brasil, nesta quinta, e ganhou a medalha de ouro, ao lado de Daniel Dias, Jefferson Amaro e Ivanildo Vasconcelos.

Depois de dois anos longe das piscinas por causa de contusão nas costas, Clodoaldo voltou a competir justamente no Mundial da Holanda. “Falamos entre a gente: vamos ganhar essa medalha para o Clodoaldo”, contou Daniel Dias. O nadador de 31 anos agradeceu o apoio dos companheiros de equipe e ainda disse que o resultado lhe dá mais confiança para continuar na ativa até a disputa da Paraolimpíada de Londres, em 2012.

A vitória no revezamento não foi a única do Brasil nesta quinta-feira no Mundial. Daniel Dias, por exemplo, foi o primeiro colocado também nos 100 metros peito e nos 200 metros livre. Assim, ele já soma sete medalhas de ouro e uma de prata na competição em Eindhoven. André Brasil foi outro a aumentar sua coleção, ao ganhar a prova dos 50 metros livre S10, o que o deixa com quatro medalhas de ouro no total.

Além das quatro vitórias conquistadas, o Brasil ainda ganhou duas medalhas de bronze nesta quinta-feira. Foi com Phelipe Rodrigues, nos 50 metros livre S10, e com Adriano Lima, nos 100 metros livre S6. Diante disso, a equipe brasileira contabiliza até agora 21 medalhas no Mundial de Eindhoven, sendo 12 de ouro, três de prata e seis de bronze – ocupa a quinta posição na classificação geral da competição.