O Den Bosch, da segunda divisão da Holanda, prometeu nesta quarta-feira que vai fazer de tudo para identificar e punir o grupo de torcedores que proferiu ofensas raciais contra o atacante norte-americano Jozy Altidore, do AZ Alkmaar. O incidente aconteceu na última terça-feira, durante partida válida pelas quartas de final da Copa da Holanda.

Nesta quarta, o Den Bosch disse que os torcedores responsáveis pelos cânticos durante o jogo “não pertencem ao De Vliert (estádio do clube) e vão enfrentar as mais duras punições possíveis”.

Os cânticos racistas afrontaram o slogan “Sem respeito, não futebol” que foi cunhado pelas autoridades do futebol da Holanda após a morte de um bandeirinha, que foi atacado por jogadores após uma partida entre equipes das categorias de base do país, em dezembro de 2012.

Na terça, o árbitro Reinold Wiedemeijer queria interromper a partida durante o primeiro tempo após as manifestações racistas, mas os jogadores do AZ, incluindo Altidore, o convenceram a seguir com o jogo.

O duelo precisou ser paralisado durante a segunda etapa, quando torcedores começaram a jogar bolas de neve nos bandeirinhas. Altidore fez um gol na vitória por 5 a 0 da sua equipe sobre o Den Bosch, que teve dois jogadores expulsos.