Os clubes do interior têm esperança de quebrar a hegemonia de títulos da Capital no Campeonato Paranaense. Porém, poucos arriscam cravar que vão ficar com o troféu. Entre os mais otimistas está o Londrina. O clube que conquistou seu terceiro estadual em 1992 é o único do interior a confirmar que ser campeão é a meta. “Montamos um time bastante forte para que a gente possa encarar esse desafio”, disse o diretor de futebol do clube, João Severo.

Pensamento similar tem o Operário de Ponta Grossa. Para obter seu objetivo, o Alvinegro organizou sua programação de trabalho buscando fortalecer a equipe no entrosamento e na condição física – o time treina desde setembro.

O último clube paranaense a chegar perto do título foi o Cianorte. No ano passado, o Leão do Vale disputou o 1.º turno de igual pra igual com Atlético e Coritiba até a última rodada. “Estamos crescendo também e nos estruturando pra tentar, quem sabe, conseguir desbancar (a hegemonia da dupla Atletiba) um dia”, confia o diretor de futebol da equipe, Adir Kist, que ainda assim reconhece: “O caminho é muito difícil, não só pro Cianorte. Os investimentos dos times da capital são maiores”.

Melhor equipe do interior em 2012, o Arapongas coloca como meta a obtenção de calendário anual, mas se o título vier…