A Federação Colombiana de Futebol enviou uma reclamação formal para a Fifa contra o esquema de segurança que tem sido feito pela polícia brasileira para a seleção do país durante a disputa da Copa do Mundo. Diante da queixa, o Ministério da Justiça divulgou um comunicado oficial neste domingo em que explica que o tratamento tem sido o mesmo para todas as delegações estrangeiras que estão no Brasil para participar da competição.

Segundo a reclamação da entidade, os policiais brasileiros que fazem a segurança da seleção colombiana estariam causando, com sua postura, mal-estar nos integrantes da delegação. Além disso, estariam provocando atrasos nos deslocamentos do grupo – de acordo com a queixa, isso teria atrapalhado até mesmo a preparação do time para o jogo contra a Grécia, no último sábado, no Mineirão, quando a Colômbia venceu por 3 a 0.

Diante da reclamação formal dos colombianos, o governo brasileiro divulgou a seguinte nota oficial neste domingo: “Sobre o Plano de Segurança para seleção da Colômbia, a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, do Ministério da Justiça, esclarece que a segurança de todas as seleções recebem o mesmo tratamento de acordo com o previsto no Planejamento de Segurança para a Copa. Ressaltamos que já foram tomadas as providências cabíveis para garantir a segurança da seleção colombiana em todos os trajetos no País”.