Sem cinco campeões da Copa Libertadores, o técnico Muricy Ramalho fará mudanças no Santos para o jogo desta quarta-feira, contra o Figueirense, em Florianópolis, pelo Brasileirão. Desfalcado de Neymar, Ganso, Elano e Léo, e sem poder contar com Zé Eduardo, que foi para o Genoa, da Itália, o time deve atuar mais defensivamente e usar o artilheiro Borges como referência no ataque.

“O nosso objetivo agora é ganhar o Campeonato Brasileiro”, avisou Muricy Ramalho, após o treino desta terça-feira. “Conseguimos um título importante para todos nós, a Libertadores, mas já passou. Conversei com os jogadores sobre isso e continua a cobrança”. Ele pede atenção com o Figueirense, que vem de derrota, mas realiza boa campanha. “Em casa, é sempre aguerrido e vai para cima do adversário. Temos que abrir o olho”.

Muricy fará mudanças nas duas laterais, com as entradas de Pará e Alex Sandro – Jonathan e Léo se recuperam de lesões. Mas contará com a zaga titular (Edu Dracena e Durval). No meio-campo, serão três volantes: Adriano, que só marca, e Arouca e Danilo, que ajudam na proteção da entrada da área e também saem para o jogo. Borges formará o ataque ao lado de Rychely.

Com dois jogos atrasados, o Santos está em 16º. lugar na tabela, somando cinco dos 12 pontos que disputou. Apesar da má posição da equipe na classificação, Muricy está tranquilo porque a diretoria já conseguiu adiar também o jogo contra o Fluminense do dia 7 de julho para 24 de agosto.

Agora os dirigentes esperam que a CBF concorde em mudar as datas de mais três partidas: Palmeiras (10/7, no Pacaembu), Atlético-MG (16/7, no Pacaembu) e Grêmio (24/7, no Olímpico, em Porto Alegre). O pedido é fundamentado pela convocação de Neymar, Ganso e Elano, para a seleção principal, Danilo, Alex Sandro e Felipe Anderson para a Sub-20. Se for atendido, o Santos ficará sem jogar durante 25 dias.

“A CBF está tendo boa vontade com o Santos e nos ajudando. Temos vários jogadores servindo a seleção e isso é bom senso. A diretoria vem trabalhando bem e espero que consiga adiar mais jogos”, elogiou Muricy. Pelas suas contas, com a apresentação, segunda-feira, dos convocados para a seleção sub-20, vai faltar jogadores até para formar o banco de reservas.