Usain Bolt está de volta. Na sua primeira competição na temporada, o maior astro do atletismo levou a Jamaica à medalha de ouro no revezamento 4×100 metros nos Jogos da Commonwealth, que reúnem boa parte das principais equipes do mundo em Glasgow (Escócia). Com o tempo de 37s58, os jamaicanos bateram o recorde da competição.

Jason Livermore, Kemar Bailey-Cole, Nickel Ashmeade e Usain Bolt também fizeram o melhor tempo do ano, superando as marcas obtidas pelos jamaicanos no Mundial de Revezamento, em maio, em Nassau. Na época, com Nesta Carter, Kemar Bailey-Cole, Julian Forte e Andrew Fisher, a Jamaica ganhou o ouro com 37s71.

Por conta de uma lesão no pé, Bolt não participou da seletiva jamaicana para os Jogos e, por isso, não pôde correr os 100 metros em Glasgow. Mas o astro foi escalado para o revezamento. Na sexta, nas eliminatórias, foi ovacionado ao fechar a prova em 38s33, tempo alto mas suficiente para colocar a Jamaica na final.

Neste sábado, Bolt recebeu o bastão quase ao lado do atleta da Inglaterra. Mas nos 100 metros finais não teve para ninguém. Em segundo, os ingleses completaram 0s44 atrás. O bronze ficou com Trinidad & Tobago, com 38s10.

O próximo compromisso de Bolt é no Rio. Daqui a 15 dias, num domingo, ele vai participar de um evento chamado de “Mano a Mano”, quando correrá uma prova dos 100 metros. No ano passado, no mesmo local, ele venceu uma disputa de 150 metros.

Já para os dia 23 de agosto ele confirmou participação em uma competição em Varsóvia, na Polônia, antes de fechar o mês, no dia 28, na etapa de Zurique da Diamond League, na Suíça. Nesta duas competições, ele disputará a prova dos 100 metros.

No início de junho, Bolt chegou a dizer que ainda não sabia quando poderia voltar a competir. Na ocasião, cancelou a sua participação no Meeting de Ostrava, na República Checa, e da etapa de Paris da Diamond League por alegar que a lesão no seu pé o impediu de treinar como gostaria para estar suficiente competitivo.