O Vasco vai a Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro nesta quarta-feira, no estádio do Mineirão, às 22 horas, em partida da 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embalado por duas vitórias seguidas, o time carioca não pode pensar em outro resultado que não a vitória para seguir sonhando com a fuga do rebaixamento. Com 19 pontos, o clube cruzmaltino segue na lanterna da tabela de classificação. O adversário tem 29 e ocupa a 14.ª posição.

Apesar dos dois triunfos consecutivos, o clima é tranquilo, mas de cautela no Vasco – e não poderia ser para menos. O retrospecto do clube carioca no Mineirão é bastante desfavorável: 11 derrotas e três empates nos últimos 14 jogos no estádio. A última vez que venceu em Belo Horizonte foi em 2000, quando superou o Cruzeiro por 3 a 1 na semifinal do Brasileirão – o campeonato ainda não era disputado por pontos corridos.

Além de um passado recente pouco convidativo, o técnico Jorginho, que estava em campo pelo Vasco no duelo de 2000, terá seis desfalques para a partida. Os atacantes Leandrão e Jorge Henrique estão lesionados e não jogam. A tendência é que Herrera e Rafael Silva, cujo julgamento no STJD por uma expulsão diante do Atlético Mineiro foi adiado, entrem na frente. O goleiro Martín Silva também está machucado e será substituído por Jordi. Além deles, Riascos está suspenso. Anderson Salles e Diguinho seguem no departamento médico.

A ausência dos colegas não desanimou Luan, que confia no treinador para equacionar as dificuldades. “Muitas pessoas já tinham ouvido falar do Jorginho. Mas ele tem me surpreendido bastante. É uma pessoa que eu passo a admirar cada vez mais. Ele é totalmente capaz de encontrar a solução correta para o time enfrentar o Cruzeiro. Tenho certeza que ele vai escalar a melhor equipe”, disse o zagueiro.