O Londrina iniciou a campanha da série B do Campeonato Brasileiro com um empate em 2 a 2 com o Avaí, no estádio do Café, sábado. Apesar de jogar em casa, o resultado até foi considerado positivo, já que o time parananense jogou com dez jogadores desde os 35 minutos do primeiro tempo. O lamentável foi o fato de o Londrina estar vencendo até os 32 da segunda etapa.

Logo aos dois minutos, César aproveitou um rebote da zaga e concluiu, chutando rasteiro. Aos oito, o estreante Vagner, ex-Flamengo, Santos e Cruzeiro, marcou. Só que contra. O volante cabeceou após uma cobrança de escanteio, empatando o jogo.

Mas César mantinha-se atento e fez o segundo gol do Tubarão, aos 12?, lance que redimiu a falha de Vagner. Foi ele quem iniciou a jogada e entregou para César.

Aos 35 minutos, um baque para o Londrina: a expulsão de Carlos Alberto. Ao responder uma provocação do ala-esquerdo Luizinho Netto, ex-Atlético, o lateral-direito empurrou o adversário e levou cartão vermelho.

Com um homem a mais, o Avaí dominou a partida até a metade do segundo tempo. Aos 9, Luizinho Netto fez a trave balançar, num tiro de longa distância. Aos 17, porém, o time paranaense já retomara o controle e quase ampliou numa bomba de Cahê, que voou a centímetros do goleiro Gilberto. Mas, aos 32, a vantagem de um a mais pesou. Ceará aproveitou o cruzamento de Luizinho Netto (sempre ele) e empatou, de forma definitiva: 2 x 2.

LONDRINA 2 x 2 AVAÍ

Local: Café, em Londrina. Gols: César, 2 e 12, Vagner (contra) 8 do 1º; Ceará, 32 do 2º. Renda: R$ 10.132,00. Público: 1.083 pagantes (total: 1.509). Árbitro: Leandro Pedro Vuadem (RS). Expulsão: Carlos Alberto.

Cartões amarelos: Fábio Carioca, Germano, Léo, Edílson, Luizinho Netto, Ceará, Joélson, Kell e Refferson.

Londrina: Adir; Carlos Alberto, Thiago Matias, Fábio Carioca e Fabinho; Germano, Vagner, Eduardo Neves e Léo (Bolão); Cahê e César (Refferson). Técnico: Raul Plassmann.

Avaí: Gilberto; Edílson (Rafael), Jean Elias, Téio e Luizinho Netto; Carlinhos (Bidu), Marcos Basílio, Kell (Ceará) e Marquinhos Paraná; Éder e Joelson. Técnico: Marcos Paquetá. Do site www.futebolpr.com.br