Com dois gols criados em cruzamento de Eriksen e finalização de Dele Alli, o Tottenham superou o Chelsea por 2 a 0 nesta quarta-feira, em casa no estádio White Hart Lane, e quebrou a invencibilidade do arquirrival londrino no Campeonato Inglês.

O Chelsea não sabia o que era uma derrota na competição desde o dia 24 de setembro, quando perdeu para o Arsenal. Desde então, foram 13 vitórias consecutivas, igualando um recorde histórico do Campeonato Inglês, que só havia sido alcançado anteriormente por Preston North End e Sunderland, na edição 1891/1892 do torneio, e Arsenal, em 2001/2002.

Apesar da derrota, o Chelsea se mantém confortável na liderança do Inglês, com 49 pontos, cinco à frente do Liverpool. Já o Tottenham saltou para a terceira colocação, com 42 pontos, mesma pontuação do Manchester City, quarto na tabela pelos critérios de desempate. Com 41, o Arsenal é o quinto.

O clássico começou com as duas equipes se estudando bastante e a primeira chance de gol surgiu aos seis minutos de jogo. Hazard recebeu lançamento pelo lado esquerdo e chutou cruzado, mandando para fora.

O Tottenham respondeu com dois cruzamentos de Christian Eriksen, mas a zaga do Chelsea conseguiu afastar o perigo. Aos 22, Wanyama bateu de fora da área, mas errou o alvo, e fez a primeira finalização perigosa dos donos da casa.

Enquanto o Tottenham mantinha maior posse de bola, sem conseguir criar espaço para chutar a gol, o Chelsea tentava finalizar sempre que podia. David Luiz, de falta, e Diego Costa mandaram por cima do gol duas boas oportunidades de abrir o placar.

Somente aos 46 minutos do primeiro tempo, os anfitriões conseguiram abrir o marcador. Eriksen recebeu na intermediária pelo lado direito e cruzou milimetricamente na cabeça de Dele Alli, que mandou no contrapé do goleiro Courtois e saiu para comemorar.

Após o intervalo, as duas equipes voltaram sem alterações e o Tottenham conseguiu fazer o segundo gol de maneira muito parecida ao primeiro. Eriksen cruzou e Dele Alli apareceu na segunda trave para escorar para as redes.

Com a desvantagem no placar, o Chelsea parou de criar as chances com a bola nos pés e tentou alguns cruzamentos para a área. Já nos minutos finais, David Luiz apareceu para testar, mas mandou para cima a chance de descontar. Assim, o líder do Campeonato Inglês não conseguiu bater o recorde de vitórias consecutivas na competição.

Após o triunfo expressivo desta quarta-feira, o Tottenham voltará a campo no domingo, contra o Aston Villa, novamente em casa, mas pela Copa da Inglaterra, na qual o Chelsea atuará no mesmo dia diante do Peterborough United, também em Londres.

Já pelo Inglês, os dois clubes londrinos só voltam a atuar daqui a mais de uma semana. O Tottenham receberá o West Bromwich em seus domínios, no dia 14 de janeiro, quando o Chelsea encara o atual campeão nacional, Leicester, fora de casa.