“Espero que não tenha nenhum espaço na arquibancada”, pedia o lateral-direito Wendel, ainda na sexta-feira. O que ele não esperava é que não sobrasse espaço nem para que as pessoas respirassem. Com o Fraqueirão superlotado, com torcedores esmagados no alambrado, por pouco uma tragédia não aconteceu. Depois de 35 minutos de atraso, Palmeiras e ABC jogaram neste sábado em Natal e quem levou a melhor foi o time da casa, que venceu por 3 a 2 em jogo da 27ª rodada da Série B do Brasileirão.

No momento em que os dois times entraram em campo, o que já era uma superlotação virou uma tragédia em potencial. As pessoas que se acumulavam também do lado de fora do estádio começaram a apressar a entrada e a esmagar na grade quem ainda procurava (em vão) um lugar para se acomodar.

Com o auxílio da PM, torcedores pularam o alambrado e entraram no campo de jogo, de forma a saírem do sufoco. A diretoria do ABC informou que 16,5 mil ingressos foram vendidos, mas o público presente divulgado foi de 15.636 pessoas. Muitos torcedores, com ingressos, ficaram do lado de fora.

Não viram Gilmar abriu o placar logo aos 8 minutos de partida. Somália teve um corredor para descer pela lateral direita e cruzou rasteiro. O atacante se antecipou à zaga e tocou no canto direito baixo de Fernando Prass para fazer 1 a 0.

Wilson Júnior salvou o ABC num lindo chute de Charles, mas nada fez quando as jogadas foram pelo alto. Alan Kardec empatou de cabeça após cruzamento de Wendel. Vilson virou, também de cabeça, depois que Wesley bateu escanteio e o goleiro saiu mal do gol para dividir com o zagueiro.

O empate do ABC veio num pênalti bobo que Marcelo Oliveira – substituto do indisposto Juninho – cometeu sobre Júnior Timbó. Rodrigo Silva deslocou Fernando Prass e marcou. A virada também veio de bola parada. No meio do segundo tempo, Lino subiu mais que a zaga do Palmeiras e resvalou de cabeça a falta cobrada por Wesley Bigu.

No final, o Palmeiras pressionou em busca do empate. Alan Kardec chegou a marcar, mas o gol foi anulado porque o cruzamento passou por trás do gol. Aos 48, o árbitro deixou de dar pênalti para os visitantes anotando falta em dois lances dentro da área. Wesley rolou e Serginho chutou por cima.

Com a derrota, o Palmeiras foi segue com 59 pontos e vê a vantagem sobre a Chapecoense cair para sete pontos. Os catarinenses têm um jogo a menos. No G4, a folga é de 16 pontos sobre o Avaí, quinto lugar.

Já o ABC finalmente deixou a zona de rebaixamento. Tido como virtual participante da Série C, conseguiu na 27ª sair pela primeira vez do grupo dos quatro últimos, graças a uma sequência de quatro vitórias seguidas. Em casa, venceu as últimas seis. Com 29 pontos, foi para o 15º lugar. O Atlético-GO entrou na zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

ABC 3 x 2 PALMEIRAS

ABC – Wilson Junior; Somália, Flávio Boaventura, Lino e Wesley Bigú; Daniel Paulista (Bileu), Edson, Júnior Timbó e Giovanni Augusto (Thiaguinho); Rodrigo Silva e Gilmar (Pingo). Técnico: Roberto Fernandes.

PALMEIRAS – Fernando Prass; Wendel (Caio), Vilson, André Luiz e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo (Ananias), Charles, Wesley e Mendieta (Felipe Menezes); Serginho e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

GOL – Gilmar, aos 8, Alan Kardec, aos 24, Vilson, aos 31, e Rodrigo Silva (de pênalti), aos 40 minutos do primeiro tempo. Lino, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcos André Gomes da Penha (ES).

CARTÕES AMARELOS – Gilmar, Edson, Daniel Paulista, Flávio Boaventura, Marcelo Oliveira e Vilson

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO – 15.636 pessoas (total).

LOCAL – Estádio Frasqueirão, em Natal (RN).