Após uma semana turbulenta, o Palmeiras inicia uma nova fase na corrida pelos primeiros lugares da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Não há tempo a perder. O técnico Oswaldo de Oliveira não conseguiu levar o time lá para cima e por isso foi demitido. Enquanto espera por Marcelo Oliveira, o time alviverde tem mais uma oportunidade de dar o pontapé inicial em novos tempos, neste domingo, às 16 horas, diante do Fluminense, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela sétima rodada.

O novo treinador palmeirense vai acompanhar a partida pela TV e já poderá ver o quanto o elenco sentiu a saída de Oswaldo de Oliveira, que era muito querido pelos jogadores. O técnico interino Alberto Valentim mais uma vez assume o comando com a missão de tentar fazer o time somar pontos para não entregar ao novo chefe uma equipe em péssima condição na tabela de classificação, podendo, inclusive, estar na zona de rebaixamento.

Algo de positivo na queda do treinador e que talvez seja visto neste domingo é uma mudança de postura em campo. Os jogadores acreditam que a demissão de Oswaldo de Oliveira muito se deve pela postura deles e prometem que agora será tudo diferente. Apoio não deve voltar. Mais uma vez, a arena deve ter um bom público e a expectativa é que pelo menos 28 mil palmeirenses estejam presentes para apoiar o time.

Além da expectativa de dias melhores, a grande atração do jogo é Alecsandro. O atacante foi apresentado na última sexta-feira e fica, pelo menos, no banco de reservas, mas com grandes chances de atuar, até por toda a pressão que está em cima dele.

Artilheiro do Flamengo no ano passado e neste ano e o terceiro maior goleador da história do Campeonato Brasileiro em pontos corridos – fez 95 gols, contra 107 de Fred e 106 de Paulo Baier -, Alecsandro chega para tentar suprir a falta de gols da equipe alviverde, um dos maiores problemas enfrentados nas últimas rodadas. “Se eles tivessem me contratando pra fazer comida ou dar uniforme para os jogadores, eu estaria preocupado de não conseguir fazer bem, mas, para fazer gols, podem ficar tranquilos”, avisou o novo reforço.

Kelvin, suspenso, é desfalque certo. Cleiton Xavier, tão criticado pelo ex-treinador e querido pela torcida, disputa com Alecsandro uma vaga entre os titulares, com o meia levando vantagem.