Adilson Batista tem problemas para escalar o América-MG. Depois do empate por 0 a 0 com o Fluminense no Independência, o treinador se concentra no duelo com o Sport, nesta quarta-feira, às 21 horas, na Ilha do Retiro, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e espera que o time repita o nível de atuação no sistema defensivo, ainda que o setor esteja desfalcado.

“Eu vi um grande primeiro tempo. É aquilo que eu peço, para valorizar, para rodar, para ter a bola, controlar o jogo. O adversário não criou dificuldades em relação a chances de gols no primeiro tempo. É isso que precisamos fazer lá no Recife”, comentou o treinador.

Os dois grandes problemas estão nas laterais. Pela direita, Aderlan foi expulso já no final do jogo. E pelo lado esquerdo, Carlinhos recebeu o terceiro cartão amarelo. Com isso, ambos estão automaticamente suspensos, abrindo concorrência no time titular. Por outro lado, Giovani e Robinho voltam a ficar à disposição. Eles estão emprestados pelo Fluminense e não podiam encarar o time carioca por contrato.

Disponível, Giovani assume a lateral esquerda e diminui a dor de cabeça do treinador. Só que, pela direita, Norberto, que seria o substituto de Aderlan, ainda não se recuperou das dores no joelho direito. Com isso, Adilson deve improvisar o volante Juninho no setor, abrindo a concorrência entre Christian e David para uma vaga no meio de campo. Também há a possibilidade de Zé Ricardo começar na lateral direita. São dúvidas que serão sanadas apenas momento antes do jogo.