Com a saída do lateral-direito Cicinho, a diretoria do São Paulo corre atrás de um reforço para o setor. A bola da vez é Belletti. Na Copa Libertadores, a equipe deve apostar suas fichas em Jean, que tem a confiança de Ricardo Gomes, embora o treinador ainda tente convencê-lo a se tornar lateral, enquanto o atleta insiste em ser volante e atuar na ala apenas em caso de necessidade.

Belletti chegaria para a disputa do Campeonato Brasileiro, mas a negociação não é fácil. Gomes aprovou na hora quando o nome do ex-lateral do Chelsea foi citado. A diretoria, porém, não se mostra nada animada em repatriá-lo.

A relação custo-benefício joga contra. Cicinho é a maior prova disso. Ele chegou recebendo um salário alto, fez apenas 25 partidas pelo clube tricolor e parte sem deixar saudades. Mas o treinador são-paulino insiste em contar com Belletti.

O nome de consenso é Ilsinho, que começou no Palmeiras e depois jogou pelo São Paulo, mas o jovem lateral briga na Justiça para se livrar do Shakhtar Donetsk, seu clube na Ucrânia, e esse duelo pode se estender por meses. Enquanto isso, Jean vai ficando com a vaga.