Atual bicampeã da Copa Davis, a Espanha confirmou o favoritismo neste domingo e venceu o confronto com a Suíça na série melhor-de-cinco, disputado na cidade espanhola de Logroño. A Rússia, que não contou com Nikolay Davydenko, também avançou à segunda rodada ao superar a Índia, em Moscou.

Mesmo sem Rafael Nadal, Juan Carlos Ferrero e Fernando Verdasco, os espanhóis chegaram à vitória por 3 a 1 no duelo com os suíços, que agora só cumprem tabela no segundo jogo de simples deste domingo. A Suíça não contou com número 1 Roger Federer, que pediu dispensa do confronto.

O responsável pelo terceiro triunfo espanhol foi David Ferrer, que teve pouco trabalho para superar Stanislas Wawrinka, por 3 sets a 0, parciais de 6/2, 6/4 e 6/0. Na segunda rodada, que será disputada entre os dias 9 e 11 de julho, a Espanha enfrentará a França.

Após assegurar a classificação antecipada no sábado, os franceses sofreram a primeira derrota para os alemães neste domingo. Jo-Wilfried Tsonga abandonou a partida contra Simon Greul no terceiro set por causa de uma torção no tornozelo. Tsonga vencera a primeira parcial por 6/4 e levara o empate na sequência (2/6). Greul liderava o terceiro set, por 1 a 0, quando o francês desistiu.

A Rússia também garantiu vaga na segunda rodada neste domingo. Mikhail Youzhny superou Somdev Devvarman por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/3, e deixou os russos com três vitórias.

A Índia ainda chegou ao seu segundo triunfo na última partida da série. Apenas cumprindo tabela, Rohan Bopanna bateu Teimuraz Gabashvili por 2 a 0, parciais de 7/6 (7/5) e 6/4, em jogo de apenas três sets. O próximo adversário da Rússia sairá do duelo entre Suécia e Argentina.