Cuiabá – A sétima edição da Copa América de vôlei masculino será iniciada hoje, em Cuiabá, e para o técnico Bernardinho a estréia contra o México, às 21h, no Ginásio Aecim Tocantins, tem tudo para ganhar um significado especial: poderá ser sua 250.ª vitória à frente do time que assumiu em 2001.

De lá para cá, foram 277 partidas – o que representa 90 por cento de aproveitamento. O jogo de abertura, às 18h, reunirá as seleções dos Estados Unidos e de Cuba.

“Lembro da centésima partida: em 2003, na Espanha. Isso é bacana, e é resultado de um grupo de atletas que também iniciou um trabalho e que contribuiu para uma série de conquistas”, disse Bernardinho, que comandou na manhã de ontem o primeiro treino da equipe no Ginásio Aecim Tocantins.

Três vezes campeão da Copa América – em 98, 99 e 2001 -, o Brasil busca o primeiro título jogando em quadras brasileiras. O México, primeiro adversário, merecerá atenção dos brasileiros.

“Teremos como base a partida que fizemos contra o México nos Jogos Pan-Americanos, além dos jogos dos mexicanos contra as outras seleções. Não é um país com muita tradição, mas temos que entrar sempre atentos. De qualquer forma, o importante será nosso desempenho”, afirmou Bernardinho.

Um dos jovens da nova geração do vôlei brasileiro é o levantador Daniel, 24 anos. “Não conheço nada sobre o time mexicano. Quando se enfrenta um adversário desconhecido, é fundamental que a equipe entre concentrada para evitar surpresas. Se nos concentrarmos em nossas funções, iremos bem.”

Brasil e México enfrentaram-se 13 vezes, e a seleção brasileira perdeu apenas duas vezes: em 74 e 77, em torneios internacionais. Na última vez que estiveram frente a frente, no ano passado, durante os Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, o time comandado pelo técnico Bernardinho venceu por 3 a 0.

Sede dos próximos Jogos Pan-Americanos, em 2011, o México está iniciando um trabalho para tentar fazer um bom papel em casa, diante de sua torcida. Além disso, outra meta do vôlei mexicano é a garantir a classificação para o campeonato mundial, que será realizado em 2010. A última vez que os mexicanos disputaram a competição foi em 1981.