A etapa de estreia da Fórmula 1 neste final de semana não é encarada com grande entusiasmo pela estreante Hispania. Sem participar de nenhum dos testes coletivos, a equipe só vai à pista pela primeira vez durante os primeiros treinos livres do GP do Bahrein, na sexta-feira.

Ciente da difícil condição, o piloto indiano Karun Chandhok revelou certo pessimismo à prova de estreia e garantiu que a Hispania não terá grandes pretensões no Bahrein. “Utilizaremos a primeira corrida apenas como teste”, garantiu o companheiro do brasileiro Bruno Senna, nesta segunda-feira.

Para o piloto indiano, a evolução da escuderia só será notada no decorrer da temporada. “Precisamos nos manter confiantes e batalhar nas primeira corridas, antes de ver os primeiros resultados sólidos”, acrescentou.

A amizade com o companheiro brasileiro também foi ressaltada por Chandhok. “É raro companheiros de time seres amigos, mas eu e o Bruno nos damos muito bem. Ele e seus familiares são grandes pessoas e somos maduros para lidar com a pressão”, completou.