A contratação de volantes passou a ser a prioridade do Paraná Clube. Faltam poucos dias para a largada da Série B e o técnico Paulo Bonamigo já admite lançar mão de um garoto – Diego, de apenas 17 anos – diante das carências do grupo. O clube conta com apenas quatro jogadores para a posição e três estão lesionados. Diante da escassez de opções no mercado, o treinador decidiu chamar Diego da base, enquanto aguarda a chegada de reforços.

Comissão técnica e departamento médico estiveram reunidos ontem à tarde, para analisar as situações de Jumar, Goiano e Léo. Todos se recuperam de tendinites nos joelhos e a princípio têm poucas chances de atuar frente ao Avaí. ?Em tempo integral, sei que é difícil. Vamos ver como conduzimos essa situação?, disse Bonamigo. A questão de Jumar envolve ainda outros aspectos. O volante está em fase de negociação com a Traffic para atuar no Palmeiras, mas a necessidade pode fazer com que seja escalado ao menos nesta primeira rodada da Segundona.

?É um setor fundamental para qualquer equipe. Ainda mais na nossa dinâmica de jogo?, comentou Bonamigo. Num 3-5-2, o Paraná depende e muito da qualidade do passe pelo meio-de-campo, ou seja, dos volantes. O treinador, pensando também em garantir uma maior experiência ao elenco, que ficou ainda mais jovem após as saídas de Nem e Beto, sugeriu a contratação de Reginaldo Nascimento. Ex-Coritiba, o jogador disputou o último Estadual pelo Iraty. ?Seria um jogador útil não apenas sob o aspecto técnico, mas também como liderança positiva?, afirmou o treinador paranista.

Após uma semana de contatos no mercado paulista, o vice de futebol Durval Lara Ribeiro acredita que ao menos um volante poderá ser contratado ainda neste fim de semana. ?Acertando os detalhes, ele vai direto para Joinville?, afirmou o dirigente, sem revelar nomes. Vavá pretende trazer pelo menos cinco jogadores, já contratou Marcelo Ramos (zagueiro) e Marcelinho (atacante), sendo dois deles cabeças-de-área. ?Só não vou trazer por trazer. Tenho algumas negociações adiantadas, mas não dá para antecipar nada. A concorrência é grande e os nomes só serão divulgados após as assinaturas dos contratos?, encerrou o dirigente.