A diretoria não confirma, mas é certo que o Paraná Clube anunciará hoje ao menos mais uma contratação. Para compensar as saídas de Packer e Cambará, o Tricolor está trazendo mais um volante para a disputa do Paranaense, da Copa do Brasil e da Série B. O jogador, cujo nome é mantido em sigilo, viria com contrato de três anos. Na prática, seria o quinto reforço do Tricolor, que já trouxe Marcos, Rubinho, Paulo Renê e Reinaldo. “Temos algumas situações encaminhadas. Mas só podemos falar em nomes após uma reunião definitiva”, despistou o superintendente Celso Bittencourt. Este encontro seria hoje pela manhã, com o atleta já se apresentando à comissão técnica no período da tarde. Além deste volante, o clube ainda trabalha na busca por mais dois laterais e um atacante. “É a nossa meta, sendo que o lateral-esquerdo é uma prioridade”, disse o gerente Alex Brasil.

 

O setor, carente após as saídas de Wendell Borges e Fernandinho, teria ainda a volta de Henrique, cedido por empréstimo ao Coritiba. O jogador não “vingou” no Alto da Glória e retorna à Vila Capanema. Alex Brasil demonstra confiança na “recuperação” do atleta. “Tenho certeza que ele estará com a cabeça boa e pronto para trabalhar. É claro que terá que ganhar seu espaço nos treinos, pois teremos outra opção para a lateral”, completou.

 

Na última rodada da Série B, por exemplo, o técnico Toninho Cecílio apostou na improvisação do zagueiro Alex Alves na posição. Tanto na direita quanto na esquerda, a ideia de Brasil é acertar com laterais com bom poder de marcação. Cecílio nunca escondeu a predileção pelo 4-4-2 (com um ajuste para o 4-2-3-1) mas para isso precisa de jogadores de bom poder de marcação pelos lados do campo. Em alguns jogos, por conta das características de alguns jogadores, ele até utilizou o 3-5-2 durante a Série B. (IC)