SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Espanha decepcionou e foi eliminada nos pênaltis contra a Rússia, no domingo (1º), nas oitavas de final da Copa do Mundo. Nesta segunda-feira (2), a imprensa espanhola começou a especular sobre os favoritos para o cargo de técnico da equipe.

De acordo com o As e o Mundo Deportivo, um dos principais candidatos é Quique Sánchez Flores, que está sem clube desde que deixou o Espanyol em abril deste ano. Segundo o As, ele “tem o perfil que busca a Real Federação Espanhola de Futebol”.

Outro nome que os jornais apontam é Luis Enrique. O treinador comandou o Barcelona de 2014 a 2017 e não trabalhou em nenhum outro clube desde que deixou a equipe catalã.

Por fim, os dois veículos também listam outros três postulantes: Michel (sem clube), Paco Jemez (último clube foi o Las Palmas) e Quique Setién (atualmente no Betis).

A Espanha teve uma Copa conturbada desde o início. Afinal, o técnico Julen Lopetegui foi demitido às vésperas da estreia no Mundial por ter fechado com o Real Madrid durante a preparação da seleção espanhola.

O presidente da Federação, Luis Rubiales, não tolerou a postura do treinador e optou pela saída dele. Depois, Fernando Hierro, que é diretor esportivo da seleção espanhola, foi apontado como o técnico na Rússia.