O ativista britânico pelos direitos dos homossexuais Peter Tatchell foi detido após protestar contra o tratamento da Rússia aos LGBTs no país. Ele segurava um cartaz que dizia: “Putin fracassa em agir contra as torturas de homossexuais na Tchetchênia”.

Os policiais afirmaram que o protesto não era autorizado. Tatchell foi libertado após 2 horas.

No próximo dia 26, ele terá que comparecer ao tribunal e pode pagar uma multa de US$ 330 (R$ 1.258).