SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Campeão da Copa do Mundo de 2010, o meio-campista Cesc Fábregas criticou o estilo de jogo da seleção espanhola no domingo (1º), que culminou na derrota nos pênaltis para a Rússia e queda nas oitavas de final do Mundial da Rússia.

O jogo terminou 1 a 1 no tempo normal e prorrogação, com os espanhóis tendo mais de 70% da posse de bola.

“Eles estão ficando com a bola, sou um grande fã de tiki-taka, o belo jogo, mas nada está acontecendo. Não vimos nenhum perigo da equipe espanhola, além de um gol de Diego Costa e um chute de fora da área do Isco”, disse

De acordo com Fábregas, que também fez parte de um time conhecido por manter a posse de bola nas conquistas da Copa de 2010 e das edições de 2008 e de 2012 da Eurocopa, a Espanha atual tem outros objetivos ao reter a bola.

“Houve chances de avançar, Diego Costa está fazendo as corridas, houve algumas corridas. Mas tudo o que eles fazem é voltar, voltam e querem apenas posse. E eu acho que é mais posse para se defender, mais do que atacar, e deve ser o oposto”, disse.

Eliminada nas oitavas, a Espanha também foi criticada por seu desempenho na primeira fase. Venceu só o Irã, ficando no empate contra Marrocos e Portugal.