No segundo jogo decidido nos pênaltis neste domingo (1), a Croácia venceu a Dinamarca por 3×2 nas penalidades, em Nijni Novgorod, e garantiu seu lugar nas quartas de final da Copa do Mundo. No tempo normal houve empate por 1×1, seguido por uma prorrogação sem gols.

Agora, a seleção croata enfrenta a Rússia nas quartas de final, no próximo dia 7, às 15h, em Sochi.

O goleiro dinamarquês Kasper Schmeichel quase foi o nome do jogo. Defendeu um pênalti na prorrogação e mais dois na disputa. Porém, seu colega Subasic, camisa 1 da Croácia, foi ainda melhor e agarrou três cobranças para ajudar a equipe a se classificar.

Ivan Rakitic, meio-campista do Barcelona, foi o responsável por fazer o gol que colocou a Croácia nas quartas de final, o que não acontece desde 1998, quando foi até a semifinal no Mundial da França.

O gol marcado pelo zagueiro Mathias Jorgensen depois de cobrança de lateral na área, aos 57 segundos de jogo, foi o gol mais rápido deste Mundial até aqui. Porém, a alegria dinamarquesa durou pouco.

Logo depois, aos 4 minutos, Vrsaljko chutou, a bola desviou no rosto de um defensor da Dinamarca e sobrou para Mandzukic, que finalizou para empatar.

O 1×1 em exatos 3 minutos e 39 segundos registrou os gols mais rápidos marcados por duas equipes em um jogo de Copa do Mundo, superando o 1×1 protagonizado por Argentina e Nigéria em 2014, que demorou 3 minutos e 52 segundos.

O que se seguiu a partir dos gols não repetiu a intensidade e a emoção do começo de partida.

Confira todo o chaveamento do mata-mata da Copa!

No segundo tempo da prorrogação, o principal jogador croata, Luka Modric, teve a chance de dar a vitória à equipe em um pênalti sofrido por Besic. A cobrança do camisa 10, porém, parou nas mãos de Kasper Schmeichel.

Com o fim da prorrogação, veio a disputa por pênaltis. Schmeichel foi importante de novo, defendendo duas cobranças. Mas Subasic pegou três, Rakitic marcou o seu e fechou o placar das penalidades em 3 a 2, colocando a Croácia nas quartas de final da Copa do Mundo.