O jogador croata Domagoj Vida e o assistente Ognjen Vukojevic foram advertidos pela Fifa por comentário feito nas redes sociais dedicando a vitória sobre a Rússia nos pênaltis nas quartas de final à Ucrânia.

A entidade entendeu como um comentário de cunho político uma vez que há crise diplomática entre russos e ucranianos.

A Federação Croata de Futebol não concordou com a punição pois os dois passaram parte da carreira no Dinamo de Kiev e não queriam misturar esporte com política.

A Federação, porém, pediu que a partir de agora nenhum integrante do grupo poste mensagens que possam gerar dupla interpretação.

“Lamento que alguns representantes da mídia tenham interpretado nossa mensagem desta maneira. Não foi algo político. Só o agradecimento ao país onde passamos grande parte de nossas carreiras. Não quisemos ofender ninguém”, disse Vida por meio de nota da Federação.

“Durante toda minha carreira joguei com atletas de vários países e respeitei todos. Foi só um agradecimento pelo apoio dos ucranianos. Falo russo e amo a hospitalidade da Rússia na Copa do Mundo”, completou.

A Federação Croata fez questão de ressaltar ainda a boa relação que tem com a União Russa de Futebol.

Nesta Copa, os suíços Xhaka, Shaqiri e Lichtsteiner já foram multados por gesto político em duelo com a Sérvia na fase de grupos.