SOCHI, RÚSSIA (UOL/FOLHAPRESS) – Titular na lateral direita contra Costa Rica e Sérvia, Fagner agradou à comissão técnica da seleção brasileira, mas ganhou concorrência. Com Danilo recuperado da lesão muscular no quadril, Tite deve abrir uma disputa pela posição antes do confronto com o México, nesta segunda-feira (2), em Samara, pelas oitavas da Copa do Mundo.

A avaliação de Tite e de seus auxiliares é que Fagner teve atuações seguras. Diante da Costa Rica, ele até criou duas oportunidades de gol em cruzamentos, mas a instrução do treinador do Brasil é para que ele ajude a construção das jogadas do campo de defesa, liberando os avanços do lateral esquerdo, seja Marcelo ou Filipe Luis, caso o titular não esteja recuperado de dores nas costas e não possa enfrentar os mexicanos.

Além de demonstrar obediência tática, Fagner tem a confiança de Tite, com quem trabalhou e foi campeão pelo Corinthians. Também é procedimento padrão do treinador manter os jogadores que vão bem no time, o que dá vantagem a Fagner, mas algumas questões estão sendo pesadas pela comissão antes da definição do time, que deve ocorrer na atividade deste sábado, em Sochi, que será fechada aos jornalistas.

Fagner já era o favorito a reserva de Daniel Alves antes da convocação final, mas uma lesão sofrida logo antes da divulgação da lista fez com que Danilo começasse a preparação na frente. O jogador do Manchester City formou os 11 iniciais nos amistosos contra Croácia e Áustria e na estreia brasileira no Mundial, diante da Suíça.

A comissão técnica também avaliou positivamente as atuações de Danilo, que perdeu a vaga apenas por conta da lesão muscular sofrida na véspera da partida contra a Costa Rica. Para acelerar a recuperação, o defensor não foi relacionado para enfrentar os sérvios e ficou em Sochi fazendo tratamento físico. Nesta sexta-feira (29), o departamento médico o liberou para trabalhar com bola.

Danilo tem como vantagem a bola aérea, por ser mais alto (1,84 m), além da experiência de participar das principais competições da Europa. Fagner (1,68 m de altura), sofreu com a limitação no jogo contra a Sérvia, quando tentou subir com Mitrovic (1,89 m) e viu o centroavante cabecear livre para o gol em um lance de perigo. Por outro lado, Fagner foi presença mais constante em convocações anteriores. Entre os laterais direitos, apenas Daniel Alves foi chamado por Tite mais vezes.