Uma bicampeã com toda justiça. A França ganhou a Copa do Mundo com uma vitória por 4×2 sobre a Croácia neste domingo (15) no estádio Luzhniki, em Moscou. Foi a consagração de uma geração de craques, formada por Pogba, Griezmann e Mbappé, o mais novo candidato a melhor jogador do mundo. Com a segunda seleção mais jovem entre as 32 que começaram o Mundial, esse time ainda tem muita história a fazer. E Didier Deschamps escreve seu nome como campeão mundial como jogador e treinador.

Veja como foi o jogo no nosso Tempo Real!

Ao contrário do previsto, a Croácia começou o jogo no campo da França. Fisicamente mais fortes, apesar do desgaste maior, os croatas se postaram ofensivamente e não deixavam que os franceses saíssem jogando. E o gol de Lloris era rondado, com Perisic e Mandzukic se alternando mais à frente. E os Bleus sentiram o golpe, não conseguiam passar do meio-campo. Apenas aos 16 minutos Mbappé ganhou o primeiro duelo individual contra Strinic e chegou à linha de fundo.

E logo o gol saiu. Griezmann cobrou falta e Mandzukic desviou para trás – o primeiro gol contra da história em uma final de Copa do Mundo. Griezmann cavou a falta, mas isso ficou barato. Se a Croácia já tinha o controle do jogo, a partir daí tinha obrigação de atacar.

Um momento chave do jogo, quando o árbitro acionou o VAR para confirmar o pênalti para a França. Foto: Jonathan Campos
Um momento chave do jogo, quando o árbitro acionou o VAR para confirmar o pênalti para a França. Foto: Jonathan Campos

O empate veio em outra bola parada. Mas no rebote. Modric cobrou a falta, Vida tentou, a zaga rebateu, mas Perisic dominou, tirou a marcação e mandou um chutaço, indefensável. Um grande gol, de final de Copa. O jogo ficou animado. E até o árbitro de vídeo quis entrar no jogo. Após um escanteio, o próprio Perisic desviou dentro da área croata com a mão. Após consultar o VAR, Nestor Pitana marcou o pênalti. Griezmann bateu e recolocou os franceses na frente.

As polêmicas do jogo criaram um ambiente de extrema tensão. A Croácia reclamava do árbitro argentino em todos os lances. A França começava a minar a pressão adversária caindo no gramado. Foi com esse clima nervoso que o primeiro tempo terminou. Na segunda etapa, os croatas começaram novamente pressionando, com Rebic obrigando Lloris a “salvar a Bastilha”. A resposta veio com Mbappé, na jogada de velocidade que parou em Subasic.

Só que a pressão croata parou no talento francês. Após um lindo contra-ataque puxado por Mbappé, Griezmann rolou para Pogba, que tocou com muito estilo e marcou o terceiro gol. Ali o jogo foi decidido. Mas faltava o gol do craque. E ele veio aos 19 minutos, quando Hernández rolou para Mbappé dar um chute seco, no canto direito de Subasic.

Relembre todos os jogos da Copa do Mundo e como foi o caminho até a final!

A partir do quarto gol francês, o jogo tornou-se uma festa com a Marselhesa como trilha sonora. Tão envolvente que Lloris se enrolou todo e Mandzukic aproveitou para marcar o segundo dos croatas aos 24 minutos. Mas depois do susto, os Bleus conseguiram controlar os rivais e levaram a partida até o final, e até a festa que saiu do Luzhniki e chegou até Paris.

Ficha técnica

COPA DO MUNDO
FINAL

França 4×2 Croácia

França
Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernández; Kanté (Nzonzi), Matuidi (Tolisso) e Pogba; Griezmann, Mbappé e Giroud (Fekir).
Técnico: Didier Deschamps

Croácia
Subasic; Vrsaljko, Lovren, Vida e Strinic (Pjaca); Brozovic, Rakitic e Modric; Rebic (Kramaric), Perisic e Mandzukic.
Técnico: Zlatko Dalic

Local: Luzhniki (Moscou-RUS)
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Hernán Maidana (ARG) e Juan Carlos Belatti (ARG)
Gols: Mandzukic (contra) 18, Perisic 28 e Griezmann 38 do 1º; Pogba 13, Mbappé 19 e Mandzukic 24 do 2º
Cartões amarelos: Kanté, Hernández (FRA); Vrsaljko (CRO)