SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Em um tom mais de lamentação do que de irritação, o ex-jogador Maradona classificou como “crônica de uma morte anunciada” a eliminação da Argentina nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia e reclamou da solidão de Lionel Messi em campo durante a campanha encerrada no último sábado (30) com derrota por 4 a 3 para a França.

Em comentário para o programa “De la mano del Diez”, transmitido pela emissora venezuelana “Telesur”, o campeão de 1986 disse que deixará a Rússia decepcionado por mais uma Copa sem brilho do país e criticou o esquema de jogo de Jorge Sampaoli para o duelo decisivo, com um trio formado por Messi, Di María e Pavón.

“Sinto-me mal por outra Copa do Mundo que é realizada e a Argentina não tem uma equipe consistente. Mas isso já foi visto desde a formação, desde que saímos de Moscou e era sabido que Pavón, Messi e Di María eram os que deveriam atacar a defesa francesa. Eu não acho que eles sabem muito sobre a área. Sim, eles sabem como criar um jogo, mas eles não são atacantes”, disse.

“Acho que viemos mais ao cinema do que ao estádio porque viemos ver a crônica de uma morte anunciada. E era verdade, porque a Argentina inadvertidamente saiu para atacar a França e cometeu o erro de deixar muito espaço para Mbappé, que é muito rápido como Caniggia quando começou”, completou

Sobre Messi, Maradona evitou críticas diretas. Preferiu colocar a culpa de seu fraco rendimento na Copa do Mundo da Rússia em sua solidão em campo, o comparando a Patoruzú, popular personagem de quadrinhos na Argentina conhecido por uma força sobre-humana.

“Eu o vi muito sozinho, muito longe da meta. Se eles o colocaram de 9 e ele tem que armar o jogo e também definir, estamos falando mais sobre Patoruzú do que sobre Messi. Sem Messi, nós somos mais um time ” avaliou.

Na Rússia, Messi encerrou a participação em sua quarta Copa do Mundo sem nunca ter marcado um gol em fases eliminatórias. Neste Mundial, o jogador marcou apenas uma vez, na vitória por 2 a 1 sobre a Nigéria no terceiro jogo da primeira fase.