SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O lateral Cédric Soares, da seleção portuguesa, declarou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (27) que a partida contra a equipe uruguaia nas oitavas de final da Copa do Mundo será como uma final antecipada.

Ele também disse que espera fazer um jogo de igual para igual, considerando a qualidade dos jogadores nos dois elencos.

“Esta fase de grupos foi difícil para todas as seleções. A partir de agora todos os jogos são finais”, afirmou. Portugal se classificou em segundo lugar do grupo B, após dois empates e uma vitória, e enfrenta no sábado (30), a partir das 15h (de Brasília), o primeiro do A, a seleção uruguaia, que teve três vitórias e cuja defesa não foi vazada.

“Sabemos que o Uruguai ainda não sofreu nenhum gol. Têm as suas qualidades. É uma final e vamos encarar dessa maneira”, acrescentou o português.

Ele afirmou que vê os uruguaios com um dos melhores plantéis do Mundial, mas confia na vitória portuguesa. “O Uruguai tem excelentes jogadores, mas nós também temos as nossas armas. Acreditamos nas nossas qualidades.”

Cédric declarou que Portugal já tem uma estratégia definida para o jogo decisivo. No entanto, não ofereceu mais detalhes. Até aqui, a principal peça da seleção é o astro Cristiano Ronaldo, autor de quatro dos cinco gols do país na Copa.

No último treino, nesta quarta (27), a equipe teve dois desfalques: o ponta Gelson Martins e o defensor Raphael Guerreiro sentiram dores musculares e não participaram.

O lateral, porém, disse que a equipe está confiante para a partida, lembrando do título da Eurocopa-2016. “Somos campeões da Europa e já demonstramos a nossa qualidade”, concluiu.